Um tchau sem despedida



Se a gente pudesse pintar o céu com as nossas cores favoritas, nós pintaríamos. Se eu pudesse, faria das nuvens algodão doce e talvez o mundo pudesse ter cheiro de flores.
Mas nós não podemos fazer nada disso. Se a gente pudesse escrever nossa própria história assim como nós escrevemos em nossos livros, nós faríamos. Seria tão bom, né?
A gente fala tanto sobre tropeços, mas só aprendemos quando nós mesmos tropeçamos. Só sentimos falta de algo quando deixamos ir e só temos ideia de o quanto fomos felizes quando estamos tristes. 
Acho que nada na nossa vida acontece por acaso, sempre tem um propósito e a maioria deles é emadurecer. Ás vezes perdemos o que amamos para dar valor quando recuperarmos, ás vezes perdemos para sempre para poder aprendermos, e ás vezes, - se você for uma pessoa sortuda, nem precisa perder para acreditar o tamanho da importância de algo que tem em suas mãos. 
Sempre ouvi que o tempo é capaz de curar tudo, até as feridas mais profundas. 
Eu passei a maior parte do tempo nesse blog criando textos que surgiam na minha cabeça, inventando histórias porque sempre amei o que eu fazia. Mas quando o texto sai do nosso coração, e não da nossa criatividade, é como se eu estivesse me vendo em um espelho. Aonde tem o reflexo de tudo o que eu sinto. Sou eu cara a cara com os meus sentimentos. 
Não posso ultrapassar o tempo de Deus. E dessa vez eu ultrapassei e acabei me tornando algo que eu não queria. Deixei o meu coração falar mais alto que o meu cérebro e isso acabou me destruindo. Não é culpa de ninguém e muito menos de Deus. A culpa foi minha por achar que eu deveria agir quando tudo o que eu precisava era esperar Deus falar comigo. 
Eu ainda acho que a história de todos nós está escrita em algum lugar do céu. E que quando as coisas são pra ser, não importa quanto tempo passe e o que aconteça, elas se realizam algum dia. Mas se não, tudo bem... Não podemos entender agora, mas sei que virá algo melhor. 
Eu só queria dizer que só aprendemos quando erramos. E isso dói, dói muito, mas só aprendemos assim...
E aqueles que tem uma segunda chance de consertarem seus erros são as pessoas mais sortudas do mundo. Muitos não tem essa sorte. 
O tempo tá me curando aos poucos, mas sempre haverá uma história inacabada no meu coração. Mas sabe de uma coisa? Tentar não é um erro. Consertar as coisa não é um erro. Erro é quando você vê algo que ama indo embora e não faz nada. Nunca se arrependam por tentarem, pode ser por qualquer coisa... Isso faz o nosso coração ficar bem.
Se você ama alguém, se você quer recuperar a pessoa que você ama, corre atrás. Esqueça os erros, eles nunca foram mais importantes do que as coisas boas... Se você ama é porque tem motivos e aposto que eles são o suficiente para serem maiores. Não se arrependam pelo que vocês fizeram, se arrependam pelo que não fizeram. Você não é boba, bobo foi quem fez do seu amor pouca coisa.
Ninguém perde por dar amor, perde quem não sabe receber. 

3 comentários:

  1. Que texto maravilhoso, me representa no momento que estou passando. Continue fazendo textos assim <3
    Beijos
    https://nadadecontodefadas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Uau, fiquei babando com o seu texto. Você escreve tão, mais tãaao bem. Concordo com tudo o que você disse! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Ameeeeei <3
    Até salvei aqui pra ler de novo depois!!!

    xox
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir

Olá! Não esqueça de deixar um comentário bem caprichado sobre o post viu? :)