O Quanto Eu Odeio Você: Capítulo 01 "Let the games begin"

Sinopse: Quando Connely Edwards vê Chris Blake, o capitão do time de futebol, pela primeira vez a única coisa que ela sentia pelo quarterback era repulsa. 
A líder de torcida simplesmente o odiava pela forma convencida el charmosa que Chris exercia sobre todas as garotas do seu time e da escola. 
Já o Chris, adorava provoca-la e vê-la irritada, como se isso despertasse algo na garota que quase ninguém conseguia entender. Mesmo sendo de times aliados a rivalidade que os dois tinham um pelo o outro era maior que todos os times rivais da Altreider Hight School.










Capítulo 01
Connely Edwards

- Continue andando. Continue andando sem parar, Con... Apenas ande. – Every dizia sem parar, como se ele estivesse mais nervoso do que eu. Engoli o seco olhando apenas para frente.
Não havia ninguém no campus, não era de se esperar que alguém aparecesse por aqui depois do jogo. Todos deveriam está na casa do Blake comemorando mais uma vitória. Desgraçado, se ele pelo menos parasse de fazer festas toda vez que ganhasse algum jogo, eu poderia me safar dessa, mas talvez fosse tarde demais pra essa ladainha toda.
 Every continuava caminhando em passos lentos enquanto segurava meu pescoço com uma das mãos e segurava uma faca com a outra. Se pelo menos eu pudesse mudar o passado, mas em que droga eu fui me meter quando resolvi sair com Patrick Every? Se pelo menos eu soubesse que ele era um psicopata que não aceitava levar um pé na bunda de uma garota, eu poderia está em casa agora, ou quem sabe bebendo todas na festa do maldito do Blake.
- Você não precisa fazer isso, Every. Você não pode simplesmente me deixar em paz? – falei entredentes e eu o ouvi dar uma risada nervosa.
- Eu não vou desistir de você, Con. – ele parou e ficou na minha frente colocando uma das suas mãos no meu rosto. – Eu amo você, nós vamos ficar juntos. Nós podemos fazer isso. – ele sorriu como se ele mesmo já estivesse convencido que esse era o nosso destino, ou melhor, o destino dele.
A raiva que eu pensei que sentia por ele não era nada do que eu estava sentindo agora. Ele me dava nojo, as mãos dele no meu rosto e a sua boca perto demais da minha me dava ânsia de vomitar. Ele olhou nos meus olhos e quando eu olhei nos seus, cuspi em sua cara. O que o fez olhar pra mim com um olhar furioso.
- Desgraçada. – ele gritou acertando um tapa na minha cara.
Desviei o rosto para o lado colocando as mãos em uma das bochechas que agora ardia. Filho da puta desgraçado. 
Quando eu respirei fundo e ia começar a partir pra cima dele, uma voz se intrometeu, o que me fez olhar rapidamente para trás. No mesmo instante, Every se aproximou de mim, colocando as suas mãos no meu pescoço enquanto olhava para Chris Blake. O que diabos ele estava fazendo aqui?
- É melhor você soltar ela, Every. Ninguém quer se machucar.
Eu não conseguia ver nenhuma emoção no seu olhar, o jeito como ele falava era como se nada o abatesse, como se ele fosse incrível ao ponto de salvar todos, como os heróis dos desenhos animados que passava na TV. Que idiota, será que ele não estava vendo a faca na mão daquele desgraçado?
Every deu uma risadinha mórbida enquanto olhava para Blake, que ainda observava a cena a menos de dez centímetros de nós.
- E se eu não quiser, o que o Quarterback fodão do Altreider Hight School vai fazer?
Chris olhou pra mim e eu entendi o recado, era claro que ele tinha um jeito pra tudo.
- Você não quer fazer isso, Every. Ouvi dizer que os reformatórios daqui estão cada vez mais precários, dizem que falta até comida. – Chris disse de uma forma irônica e Every deu mais uma risada.
- Desde quando ficou tão preocupado comigo, Blake? – Patrick perguntou com uma voz divertida de tamanha ironia.
- Desde quando eu ouvi que o seu pai se matou. Você deve ser um fraco igual a ele não é? Ao ponto de assustar garotinhas indefesas ao invés de brigar com alguém do seu tamanho, tipo eu.
Aquilo parecia um tiro na culatra, ele disse palavras certas na hora certa. Foi o que bastou para Every me soltar e ir em direção ao Chris. Patrick estava tremendo, eu não sabia se era de ódio ou de nervoso, mas aquelas palavras o afetaram com tamanha intensidade que a fúria que o mesmo estava sentindo enquanto avançava em Chris tinha sido assustadora.
Meu coração começou a acelerar, droga, o que eu iria fazer agora? Ele estava com uma faca. Tudo bem que Chris Blake era um idiota, mas eu não queria que ele morresse, não de verdade, eu precisava fazer alguma coisa.
Quando Every conseguiu derrubar Chris, apontou a faca para o mesmo que se mantinha encurralado. Pelo menos até agora.
Peguei um pedaço de madeira perto do jardim e caminhei em passos lentos na tentativa de Patrick não perceber.
- Foi muito lindo a intensão de você salvar a puta de líder de torcida, Blake. Eu não sabia que você tinha um coração. – Every disse enquanto segurava a faca, que agora estava posicionada no pescoço de Chris.
- E você não tem mais cérebro, desgraçado! – eu gritei acertando Every com a madeira bem na sua cabeça. No mesmo instante ele caiu desmaiado no chão e Chris olhou pra mim com um sorriso no rosto.
- Caralho, quem diria.
- Cala boca, Blake. – rolei os olhos enquanto olhava para Every.
- O que a gente faz com ele?
Chris se levantou e foi até Patrick, o virando de barriga para cima para ver o seu rosto. O mesmo abriu os olhos e sorriu em tom de deboche.
- Desgraçado. – Chris disse antes de socar a sua cara mais uma vez.
- Você pode até me matar Blake, mas você sabe que eu nunca vou ser pior do que você.
- É por isso que eu vou fazer isso. – Chris gritou enquanto dava outro soco em sua cara.
- Blake, deixa ele. Já chega!
Chris olhou pra mim e respirou fundo, antes de sair de perto de Every.
         - Anda, vamos embora. Deixa esse merda no chão. – ele disse enquanto caminhava em direção a saída da escola.
         - O que você estava fazendo aqui, Blake? Que eu saiba você tem uma festa pra dar.
- Larga de ser mal agradecida, Edwards. Um obrigada bastava. – ele piscou e eu dei uma risada irônica.
- Vai sonhando, querido. Você pode até salvar o time, a escola... Mas eu nunca vou deixar você me salvar, porque na verdade, eu salvei você. Então, de nada. – eu sussurrei olhando em seus olhos. Ele me observou por alguns segundos enquanto nossos olhares eram alvos um do outro.
- Um dia você ainda vai se arrepender de dizer isso, Edwards.
Eu dei outra risada enquanto olhava pra ele.
- Você não precisa vestir a sua capa de super-herói quando está comigo. E você também não precisa ser legal comigo, porque eu não odeio ninguém da forma que eu odeio você!
- Porra garota, eu salvei a droga da sua vida. O que você quer que eu faça? Então da próxima vez, não abra mais as pernas pra psicopatas como o Every.
A raiva que eu pensei sentir quando estava com Every não foi nada comparado o que eu senti naquela hora por Blake. Eu sabia que o meu rosto tinha ficado vermelho de tamanha raiva. Mas naquela hora a única coisa que eu percebi foi a minha mão estalar na sua cara.

         - Você é um idiota, Blake! Você é um idiota com todas as letras, você é um idiota em todos os idiomas do mundo! – eu falei com raiva enquanto olhava em seus olhos.
Ele parecia sem emoção enquanto olhava pra mim. Depois que eu respirei fundo, sai andando em direção a saída da escola. Será que as coisas tinham que ficar pior? A única coisa que eu pensava era como esganar Chris Blake de todas as formas possíveis. 

Continua...







3 comentários:

  1. Já estou bastante ansiosa para o próximo capítulo. Para ver até onde essa rivalidade dois dois vai dar hahaha...

    Ps: Só eu que acho que essa briga do Every com o Blake não acabou aí? #CuriosaEstou

    Parabéns pelo capítulo, Yash. Confesso que já estava com saudades das suas histórias <3

    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. Oii Yasmin, tudo bem?
    Eu ameeeei o capítulo, e por causa dele e desse blog lindo já estou seguindo. Quero ver a continuação dessa história. haha
    beijão! ♥♥♥

    http://delineandomundos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Yash ! Que história Maravilhosa já to shipando esses dois ❤ Quero logo o segundo capítulo.
    Beijos❤😘😘

    ResponderExcluir

Olá! Não esqueça de deixar um comentário bem caprichado sobre o post viu? :)