O meu herói


"Ele era um herói. Pelo menos pra todas pessoas que o viam e sorriam. Ele salvava os cães que eram maltratados nas ruas. Ele salvava quem fosse que via em perigo, às pessoas o via com brilho nos olhos. Como se ele fosse o dono do mundo, como se ele fosse a pessoa mais perfeita do mundo. Elas só pensavam, porque não o conhecia. Porque atrás daquele sorriso disfarçado, havia uma dor, que nem ele poderia curar. Ele sorria todas as vezes que saia pela rua, mas em casa ele tirava as máscaras e a dor se tornava presente de novo. A dor dos pulsos, não era nada comparado ao que o seu coração sentia. Algo que não existia nenhum remédio para curar, ele não podia fazer nada, a não ser esconder uma dor maior com uma dor pequena. 

Ele era tão bem recepcionado nas ruas, era como se o mundo inteiro queresse que ele fosse fazer uma visita em suas casas ou dizer o quanto o amava. Mas quando ele fechava a pequena porta azul da sua casa, aquela recepção, o calor das pessoas, não estavam mais ali. E tudo se tornava ainda mais vazio. Por um momento ele tinha o mundo em suas mãos, no outro, ele não tinha ninguém a não ser a sua sombra. É tão engraçado como a vida é. Uma hora, você é amado por todos e no mesmo momento não tem ninguém.
A dor vinha mais forte, porque ele não tinha ninguém pra contar como foi o seu dia que mesmo sendo maravilhoso, no mesmo tempo não era. 
O que adiantava, ter o mundo inteiro nas mãos, se você não tem ninguém pra contar o quanto seu dia foi extraordinário?
Ele se arrependia por todos os segundos, por ter escolhido o mundo, e não ela. Ela era a única coisa que importava e moveria céus e terras para tê-la de volta. Quando ela foi embora, ela levou tudo consigo. Seu sorriso, suas risadas, sua paz e principalmente a sua felicidade.
Agora ele entendia aquela frase: O mundo era traiçoeiro. 
Da mesma forma que ele trazia felicidade, ele trazia a tristeza ao mesmo tempo. 
E a única coisa que ele precisava era ter uma segunda chance.
Mas não podia,
Ele preferiu o mundo.
E mesmo o mundo tendo mais de sete bilhões de pessoas no planeta, ele ainda estava sozinho."


- Yash

3 comentários:

  1. Ahhhhh mds que perfeitoo :") ♥♥

    ResponderExcluir
  2. Muito legal o texto, você escreve muito bem, principalmente pra sua idade.
    amei o designer do blog, foi você que fez?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jeniffer. Obrigada! ♥
      haha foi sim!

      Excluir

Olá! Não esqueça de deixar um comentário bem caprichado sobre o post viu? :)