Mania de amar...


Quem seria eu agora, se não fossem os erros cometidos durante a vida? E se não fosse toda a bagunça que me fez ver, que apesar de tudo, ainda se tem amor. Aprendendo a cada segundo, que todos os erros me levaram até você. Como foi bom errar durante todo o tempo, pra então no fim, acertar tanto! Loucura sua achar que a vida seria assim, tão difícil sempre. Pois sorte a minha ter cruzado seu caminho e por fim, ter permanecido. Todos os dias passados em que me lamentei por tantas coisas, hoje me mostram que tudo era um plano para eu enxergar e aprender a dar valor as pequenas coisas. Não que você seja uma coisa, quer dizer, talvez a minha coisa. Tantas vezes o orgulho, esse maldito orgulho, me atrapalhou. Palavras foram ditas e também engolidas. E hoje penso que assim, pude enxergar o mundo melhor a minha volta. Que sorte a minha em, ter voado pra tão longe, e ter pousado bem aqui, no seu peito. 
- Carol Neto

Um comentário:

Olá! Não esqueça de deixar um comentário bem caprichado sobre o post viu? :)