"Meu cachorro Amarelo"



Capítulo Único. - Meu melhor amigo. 

Arthur você tá bem mesmo? - Lu, disse perto do namorado de 19 anos fazendo carinho em seu rosto. - Sua cara parecia pálida e triste ele não queria chorar mais parecia que o mundo dele havia desabado em suas mãos. - Ele era muito importante pra mim... - Arthur disse num sussurro e Lu colocou a cabeça em seu ombro. - Eu também gostava dele. Mais eu acho que já tinha chegado a hora dele partir Arthur... E eu tenho certeza que ele foi o melhor cachorro do mundo. Você deu todo seu amor pra ele. E ele te deu o dele... - Lua secou as lágrimas do rosto do namorado que ainda estava sentado no banco da varanda onde Amarelo costumava a dormir... Aquele cachorro safado nunna dormiu na sua própria cama.

Flasback On.  7 Anos atrás. 

Arthur! Vem aqui! - Kátia chamou o garoto em uma vós sarcástica aos berros. - Oque foi? - O Garoto de 13 anos perguntou. - Seu pai e eu estamos programando uma viagem para as férias de verão. Se você e Ane passarem iram com agente pra uma casa de Praia na França. - A Mãe de Arthur  avisou - Pra mim tá beleza! Sempre fui boa aluna mesmo. - Ane disse pegou uma maça rapidamente rindo pra Arthur que deu língua pra irmã de 15 anos. 

Iai cara oque vai fazer nas férias? - Chay perguntou em quanto andavam pelo corredor do colégio. - Não sei... Minha mãe tá programando umas férias ai.. Mais ela disse que só leva eu e a Ane se passar nessas provas. - Sem querer te deixar mal... Mais agente pega o boletim hoje! - Micael disse sorrindo fraco, ele sabia não tinha ido bem nas provas da semana passada da Sta Stwaart - Hora hora! Não são os losers? - Sophia riu junto com Lua e Mel. - Aposto que ficaram de recuperação. - Lua cruzou os braços e Chay bufou. - E as Senhoritas oque tão fazendo com os "losers" mesmo? - Micael franziu a senho e Sophia corou. - Ela sempre tinha uma caidinha por Micael. - Oque vão fazer nas férias? - Lua perguntou - Vou pra casa da minha tia Dolly no Alaska. - Chay disse cassando o queixo. - Meu pai quer que eu passe as férias com ele então vou pro Brasil. - Micael continuou. - E você Arthur? - Mel perguntou - Não sei... talvez vou pra uma casa de praia ai... - Arthur coçou a cabeça e Lu riu. - Bom saber das férias de vocês. - Lua virou pra trás junto com Mel e Sophia. - Hey! - Chay gritou e as três viraram pra trás novamente. - Oque foi?- Lua riu - E vocês? - Micael perguntou. - Lua vai pro México! Eu vou pro Tenessi visitar minha vó . E a Sophia vai pra casa da mãe dela no Sul. - Mel continuou. - Legal! - Chay disse coçando a cabeça e as duas deram sorrisinhos e foram embora. - Arthur fitava Lua conversando com os caras de time de futebol. Ela era muito linda, mais nunca deu bola pra ele. 

AMARELO!!- Já disse pra não ficar dentro de casa! - A Mãe de Arthur gritou tirando o cachorro de casa o prendendo na corrente. - Arthur riu da situação ao chegar em casa. - O cachorro tinha esse nome por seus pelos serem amarelo clarinho... Sua mãe era viciada em limpeza. Passava a metade do dia limpando a casa. Não podia ver um pingo de sujeira que Ane ou Arthur fazia que quase os matava com gritos.  

-Mãe aqui tá meu boletim! - 10 Como sempre! - Ane disse empolgada batendo palmas durante o jantar. - Muito bem filha! - Kátia sorriu - Cadê o seu filho? - Kátia perguntou fitando o Arthur que ficou vermelho e acabou engasgando a comida e Ane riu batendo nas costas do irmão. - Não podia dizer pra mãe que tinha tirado notas ruins. Chegou em casa e escondeu o boletim de baixo da cama. 

- A-ainda não entregaram mãe - Arthur disse vermelho.
- Hm! Quando entregarem por favor me avise! - Kátia avisou e Arthur assentiu com a cabeça.
...
No outro dia mais tarde...

-Filho cadê seu boletim? - Kátia perguntou novamente assim que Arthur chegara da escola.
-Ainda não entregaram mãe. - O Garoto mentiu. 

Assim foram nas duas ultimas semanas de Aula. 

Num dia mais tarde... 

- Mãe! Vou na casa do Chay jogar vídeo Game ok? - Arthur avisou a mãe que concordou balançando a cabeça. 
Aproveitou que os filhos não estavam em casa e foi fazer uma nova faxina. A casa estava arrumada. Mais pra Sra Aguiar não estava boa o suficiente. 
- Começou pelo quarto de Ane e logo foi pro quarto de Arthur que estava imundo. 
- Meu deus como esse garoto consegue viver nesse chiqueiro? - Sra Aguiar disse indignada. - Começou a limpar o quarto até varrer o chão passando a vassoura por d' baixo da cama vendo o boletim de Arthur. Fez uma cara indignada ao ver que as notas do filho estavam Péssimas! 

Sábado 6:45 da Manhã - Férias da Família. 

Ane colocava suas coisas dentro da mala do carro em quanto Sra Aguiar colocava as malas. - Sr Aguiar tentava encaixar as pranchas em cima do carro. Arthur pegou sua bicicleta colocando-a dentro do carro. 

-PS! Em garoto! Oque você pensa que tá fazendo? Sr Aguiar arqueou a sobrancelha
-Ué colocando minha bicicleta dentro do carro pra gente ir! - Arthur explicou confuso
-Na! Na! Nina! Não! - Sra Aguiar apareceu na garagem e Arthur sentiu seu coração acelerar. - Por que não? - O Garoto perguntou já vermelho. - Sem notas azuis! Sem viagem! - Você vai ficar em casa estudando! - Kátia disse cruzando os braços. - Mais mãe... - O Garoto debateu! - Mais nada! - Kátia bateu o pé e o garoto fez a pior cara que poderia fazer.

********

E Agora oque eu vou fazer? - Arthur cruzou os braços olhando pra casa completamente deserta.  Olhou pro quintal e viu Amarelo o cachorro da família brincando com um osso de brinquedo. - Já sei!! - Arthur correu pro quintal soltando Amarelo da corrente. - Vem Amarelo você vai ficar comigo! - Arthur puxou o cachorro mais Amarelo não ia de jeito nenhum- A qual é! Por que você não quer vir? - Arthur arqueou a sobrancelha . - E o Cachorro inclinou a cabeça pro lado confuso. - Amarelo tinha medo da Sra Aguiar e nunca entrava dentro da casa da família com medo de ficar surdo com os berros de Kátia. 

Com muito custo depois Arthur conseguiu por Amarelo pra dentro de casa. Colocou Amarelo no sofá e foi até a cozinha abriu o Micro-ondas fazendo um balde de pipoca. Voltou pra sala e viu que o cachorro estava deitado no meio do sofá em cima das almofadas de sua mãe. - Sentou-se do lado do novo amigo e ligou a TV em um filme de terror. Amarelo tampou os olhos com a pata com medo do filme e Arthur riu do cachorro. Amarelo enfiou a boca no balde de pipoca fazendo espalhar por todos os cantos do sofá de Sra Aguiar. Mais Arthur não estava nem ai... Se ela o deixou sozinho que o sofá e a casa dela se fod#. 

Domingo 20:49 

Amarelo tá com fome? - Arthur perguntou pro cachorro e ele balançou o rabo concordando. - Omg aquele cachorro parecia gente véi! - Arthur pensou mentalmente. - Foi até a cozinha e preparou uma Macarronada pela cara parecia está boa.. - Foi até a sala de jantar onde o cachorro sentou em uma das cadeiras e Arthur serviu o macarrão pro cachorro que logo atacou. - Vou tomar banho já volto! E não come minha comida!  Arthur disse apontando pro cachorro. - Foi até o banheiro onde tomou banho e voltou pra sala de Jantar e viu que Amarelo tinha comido sua comida toda. - CARACA SEU GULOSO! - Arthur gritou e o cachorro fez um barulho de triste e abaixou a cabeça. - Arthur foi pra sala e sentou-se no chão e viu uma foto da família.- Abraçou seu joelho e abaixou a cabeça. - Eu sempre to sozinho mesmo, eu sou um nada! Nem a Lua olha pra mim... eu não passo de um loser.- Arthur sussurrou baixinho e Amarelo chegou perto do amigo empurrando seu braço com o fucinho. - Arthur olhou pro cachorro que lambeu seu rosto e sentou-se ao seu lado. - Arthur sorriu consigo mesmo aquele cachorro era o único que o entendia. Foram até o quarto da Sra Aguiar e deitaram na cama. Sujando os lençóis brancos de seda. Amarelo se divertia a fuçar as almofadas de penas de ganso. - Arthur pegou no sono ali mesmo junto com Amarelo. 

Segunda: 6:35 

Arthur acordou com o barulho do telefone. Ergueu a mão até o criado mudo pegando o telefone.

xxx

-Alô? 
-Filho é Mamãe.. estamos voltando pegamos um temporal e a casa está imundada. Beijos vou desligar o crédito da Ane está acabando.

xxx

VOLTAR? Arthur disse levantando rápido avistando o quarto de sua mãe completamente sonido com terra e lama no lençol da cama e almofadas destruídas e penas por todo o lado do quarto. Amarelo ainda dormia na cama confortável da sra Aguiar. Correu até a sala onde o sofá estava preto e sujo cheio de pipocas em volta. A sala estava imunda cheio de pegadas de lama do Amarelo. - Correu até a sala de jantar onde havia pratos moscas pra todos os lados. - O Garoto colocou a mão na cabeça. - Eu to ferrado! - Arthur disse consigo mesmo.

SAI AMARELO RAPA DAQUI! EU PRECISO ARRUMAR A CASA! - Arthur disse arrastando o cachorro pra fora. Mais Amarelo não queria sair de jeito nenhum. Já estava acostumado com a mordomia. - Depois de horas o garoto finalmente xotou o cachorro pra fora. - Foi até a sala passando sabão pelo chão e arrumando o sofá e a casa rapidamente. Jogou fora as plumas de sua mãe no lixo costurando as almofadas. Colocou as roupas na máquina de levar e limpou rapidamente a sala de jantar e a cozinha. 

13:20 

Ufa! - O Garoto disse passando a mão na testa limpando o suor a casa estava perfeita novamente. - Não demorou muito pra Sra Aguiar chegar. Viu que a casa estava em ordem e agradeceu o filho dando um abraço em Arthur que sorriu consigo mesmo. - Bom trabalho! - Ela riu. 


2 Anos depois.

Amarelo tinha virado seu melhor amigo sempre faziam coisas juntos iam ao parck juntos mais sempre afastavas as garotas de Arthur. A única que ele gostava era Lua. E ele sábia que Arthur também a amava.  Estavam todos na rua. Arthur Amarelo Micael e Chay em quanto Lua, Sophia e Mel estavam do outro lado da rua conversando na calçada. - Amarelo foi até em direção da Lua segurando uma rosa na boca a entregando pra Lua que sorriu olhando pra Arthur. - Olhou pro cachorro e deu carinho em sua cabeça. 

Acho que esse cachorro tá apaixonado por mim! - Lua riu tímida chegando perto de Arthur que estava longe dos amigos e Arthur sorriu. Amarelo começou a latir. - Oque ele tá tentando dizer? - Lua riu franzindo o cenho. -Talvez seja que não é ele que está apaixonado por você mais sim o dono dele. Arthur  sorrindo tímido e Lua o beijou. Era um beijo calmo e tímido cheio de sensações novas. Amarelo sorriu balançando o rabinho. Sua missão estava concluída.

Flasback Of. 

Mais ele fez oque tinha que ser feito antes de ir.. - Arthur sorriu olhando pra namorada que a fitava sorrindo e Lua a beijou fraco. - Preciso de contar uma coisa...- Ela sorriu fraco e o garoto a olhou sorrindo de canto. - Lu pegou na mão de Arthur colocando em sua barriga... e Arthur arqueou a sobrancelha rindo. - Acho que eu to grávida. - A Garota riu saindo algumas lágrimas do seu rosto. - É sério? - O Garoto riu. - Sim! - Ela sorriu e Arthur deixou novas lágrimas saírem do seu rosto mais aquelas eram de alegria. - Abraçou a namorada forte fazendo-a se sentir segura em seus braços. Aquela era a melhor notícia do mundo! 

Sorriu consigo mesmo. " O pior cachorro do mundo, que bagunçou minha casa inteira, me fez companhia quando eu estava sozinho. Meu deu confiança quando eu pensei que ninguém me dava e o mais importante... Ele me juntou com o amor da minha vida. "

Diz a lenda que Amarelo esperou Arthur acordar pra partir. Arthur aparecerá na sala de manhã conçando os olhos e o cachorro pulou em seus braços e lambeu seu rosto e depois de alguns segundos Amarelo havia morrido nos braços de Arthur o único garoto que ele deu amor e recebeu em troca.

Ás vezes um cachorro não precisa apenas de um pouco de comida e água, ele precisa de amor, ser reconhecido pelo dono mostrar pra ele o quanto ele o ama. Mais de milhões de cachorros perdidos no mundo e o que você só precisa é a penas um. Um pra te mostrar como é bom amar e ser amado.

Fim.







Por: Yasmim Alberto

N/A: Oi gente bom eu to muito feliz de compartilhar essa história que fez parte da minha infância com vocês. Minha mãe sempre contava ela pra mim antes de dormir. E não sei por que ela sempre foi a minha preferida.Resolvi escrever ela e adaptar com os nomes das minhas inspirações (LuAr) A História verdadeira é apenas o Flashback que a minha mãe contava pra mim então eu resolvi mudar um pouco trazendo um pouquinho da minha inspiração pra história da minha mãe. Ela é uma história muito bonita contando sentimentos de um cachorro por seu dono. E sabe tem tantos cachorros na rua tristes com fome há milhares e tudo oque você precisa é de apenas um pra te da amor.

12 comentários:

  1. Nossa que historia linda chorei

    ResponderExcluir
  2. Ownn Minhaa Neném OWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW


    Nathy

    ResponderExcluir
  3. Também gosteiii...muito fofa mesmo...por isso q gosto tando desse blog/tem tudo o q eu gosto e necessito...LuArrrrrrrr
    (Amanda Carolina)

    ResponderExcluir
  4. Mais do que respeito, vc ganhou minha admiração Yasmin!!! Histórias como essa precisam ser repassadas e contadas. É preciso tentar sensibilizar, conscientizar e alertar as pessoas com relação aos animais. Eles precisam muito de nós! Aproveito para falar do incêndio que ocorreu ontem e matou mais de 30 cães em um abrigo :( Infelizmente não foram adotados a tempo, e não puderam fazer diferença na vida de mais pessoas (com certeza fizeram na das que conviveram com eles durante esse curto tempo de vida). Eles podem mudar as nossas vidas, e nós podemos mudar a deles!
    Vamos lá galera, ajudem os animais, eles precisam DEMAIS. Não comprem animais, mas adotem! Salvem suas vidas e não colaborem com o comércio de animais, vcs nao sabem o que existe por trás disso! Denunciem maus tratos (só assim é possível mudar a realidade, o incêndio q aconteceu no abrigo, por exemplo, foi criminoso, tem mta gente ruim por aí), castrem seus cães e gatos, alimentem animais abandonados, ajudem, divulguem, não usem produtos de empresas que incitam ou testam em animais...
    Sei que esse blog nao tem nada a ver com isso, mas quis aproveitar a história, o espaço. Vcs podem fazer a diferença nessas vidas, ajudem por favor!!!

    ResponderExcluir
  5. :>( tenho uma amarela aqui em casa kkk

    ResponderExcluir
  6. MILENA BARROS RAMOS04 fevereiro, 2013

    gostei muito da web , eu tenho seis cachorros é muito bom ter cachorro...

    ResponderExcluir
  7. é linda eu quase chorei bjoos (camila)

    ResponderExcluir
  8. muito lindo eu to lendo pela milésima vez e mesmo assim ainda choro

    ResponderExcluir

Olá! Não esqueça de deixar um comentário bem caprichado sobre o post viu? :)